[Original] Be Happy - Capítulo único

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Original] Be Happy - Capítulo único

Mensagem por Zunao em Dom Ago 04, 2013 3:17 pm

Be Happy

Lá estava eu, sentando no meu sofá pensando em como isso tudo tinha terminado. Todas as promessas, sonhos, desejos, simplesmente do dia pra noite... se foram, como se nunca tivessem existido.

"Apenas uma ilusão da minha cabeça". Foi o que pensei. Mas infelizmente não era, foi bem real e era isso que deixava tudo mais difícil de engolir

Em um momento de indignação, saio e vou a um mercado comprar algo. No caminho, passo por uma praça. Lá me lembro do dia em que nos conhecemos.

Eu estava sentado em dos bancos comendo um sanduiche, quando uma guria senta ao meu lado:

"Esse sanduiche parece bom", ela me diz.

Eu ofereço um pedaço e ela acaba comendo todo meu sanduiche. Depois ela me olha e diz:

"Foi mal! Eu realmente estava com fome."

"Como vai me compensar pelo sanduíche?". Eu pergunto para a guria que acabara de conhecer.

"Da próxima eu te pago um, deixa comigo.". Dito isso. ela se levanta e sorri para mim enquanto vai embora.

Eu ainda me lembro como é lindo o sorriso dela, na hora foi tudo em que consegui pensar. Nos dias seguintes, fui para praça na esperança de encontrá-la, aquela guria de cabelos curtos e sorriso ofuscante que não me saía da cabeça. Uma semana se passou sem sinal da tal garota, até que um dia ao entardecer, quando já estava me dirigindo para casa, uma pessoa para em minha frente. Ao olhar, vejo a garota segurando 2 sanduíches e sorrindo pra mim. Sentamos os dois no mesmo banco a conversar e comer os sanduíches.

"Eu disse que pagaria nao é?". Diz ela sorrindo para mim.

"Qual seu nome?". Pergunto.

"Tiery, e o seu?".

"Sebastian."

Depois disso, passamos a nos encontrar todo dia. O sentimento foi aumentando proporcionalmente ao quanto eu ia conhecendo mais Tiery. Quando fui ver já estava apaixonado por ela. Continuamos saindo todo dia, até no final de um dia qualquer, a convidei para ir em minha casa. Ela aceitou. Ficamos lá até tarde jogando video game, algo que os dois adoravam. Coloquei um jogo de luta a começo, em que eu deixava ela ganhar, porque sabia que ela odiava perder, depois ficamos jogando algo em equipe até tarde.

"Já está tarde, tenho que ir." Disse Tiery, preocupada com a hora.

"Fique aqui essa noite. Eu durmo no sofá." Falei para ela.

"Tudo bem então Sebastian, mas eu fico no sofá!" Diz Tiery animada para mim.

Decidido isso, voltamos a jogar até ficarmos com fome então fui pegar algo na geladeira. Enquanto eu voltava com alguns aperitivos, a vi jogando empolgada e realmente percebi que não podia mais fugir do que sentia, então resolvi me declarar. Larguei os aperitivos na mesinha e enquanto ela comia eu a chamei.

"Tiery?".

"Quê?". Pergunta Tiery com a boca cheia de Doritos.

"Eu te amo. Quer namorar comigo?".

Pensando agora, eu poderia ter sido menos direto nessa situação. Mas não mudaria nada.

"Quero!" Diz Tiery ao terminar de comer o salgadinho.

"Achei que não ia pedir nunca, que guri lento." Diz ela sorrindo pra mim.

"Eu também te amo seu bobo, a um bom tempo."

Foi nesse dia em que ali, no sofá nos beijamos e fizemos amor pela primeira vez. Ainda lembro do seu olhar de ternura e desejo que ela me dava enquanto a penetrava suavemente. E ali fomos noite a dentro numa mistura de amor e luxúria, tomados por desejo de tocar e possuir cada parte do corpo um do outro.

Desse momento em diante, começamos a namorar e a crescer mais ainda esse amor. Fizemos muitas coisas das quais dariam boas histórias, mas isso só tornaria mais difícil ainda tentar esquecer que isso acabou.

Continuei a ir em direção ao mercado quando, de repente, vejo Tiery passando pela rua. Ela está diferente, cabelo comprido agora e parece mais séria que antes. Ela vem acompanhada de outra pessoa, eles se beijam e continuam o caminho. Ela nem sequer me vê. Ela parece feliz. Sinto um sentimento horrível em mim mas continuo indo ao mercado.

Chegando lá, entro e tento falar com a atendente. Ela me ignora. Parece que não existo...

É quando percebo... Eu realmente não existo mais... Eu sou um fantasma.

É verdade, eu morri. agora me lembro. Saio do mercado e me sento no mesmo banco onde conheci Tiery. Lá me vem a mente o que ocorreu. Estávamos saindo de uma festa quando ladrões nos abordaram. Eles tentaram estrupar Tiery, mas eu não iria deixá-los fazerem isso com a mulher que amo. Então parti para cima deles e consegui matá-los e me virei sorrindo para Tiery pois tinha salvado ela. Surpreso fiquei ao ver a cara de Tiery horrorizada. Não! Ela gritava, quando olhei para meu peito. Estava manchado de sangue... Meu sangue. Eu havia tomado três tiros no peito. Fui até Tiery e a beijei. E antes de cair, olhei bem em seus olhos e disse:

"Seja feliz."

_________________
avatar
Zunao

Masculino Mensagens : 89
Data de inscrição : 02/08/2013
Idade : 29

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum